Slideshow

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Você é líder de juventude? Tá achando que errou em sua gestão? Então leia isso!


"Fracasso é um evento, não uma pessoa." Zig Ziglar

Na liderança de juventude somos alvo das expectativas dos jovens, da igreja, da família, do pastor, e de todos que cercam os jovens que estão sob sua liderança.

Que atire a primeira quem nunca...
Muitos companheiros com o objetivo de acertar acabam errando, promovendo ações que ao invés de ajudar o seu grupo acabam não surtindo o efeito desejado. O reflexo desses erros podem afetar o ímpeto desse LJ na caminhada, dando a falsa impressão que esse erro marcará sua gestão.

Conversei com alguns líderes e pude perceber o quanto um erro pode afetar toda uma caminhada. Isso porque em vários momentos atribuímos o fracasso as pessoas. Foi assim com Davi, quando em Ziclague levaram as famílias dele e de seus valentes. Sua estratégia deixou suas famílias desguarnecidas, sendo assim, procuraram logo nomear um culpado e apontar sobre ele o motivo do fracasso. Davi habilmente buscou forças no Senhor seu Deus e reagiu.

Os erros também nos constroem, agregando valor ainda maior aos acertos. O LJ precisa reagir e encarar como um processo natural que na jornada da liderança possíveis erros de avaliação pessoal podem comprometer a tomada de decisões, e isso, é claro, afetará cada ação empreendida pela sua equipe.

Ao longo dos anos vi pessoas reagindo diferentes aos resultados obtidos. Vi líderes literalmente se afundarem pós eventos, contabilizando prejuízos decorrentes a decisões erradas no processo de planejamento. Vi também pessoas que tinham errado em quase tudo, mesmo assim acertaram na postura resiliente, tomando pé dos resultados negativos e buscando avançar naquilo que obteve de positivo.

Nesse sentido é fundamental entender que teremos uma longa jornada pela frente e que por certo teremos outras chances para acertar, se apropriando do ensino que os nossos erros nos apontam.

Viver alguns erros e colher os frutos deles me renderam bons aprendizados, quero dividir isso contigo, são eles:

Todos erram
Quem se prestar a dedicar seu tempo pela juventude será demandado em varias frentes, e certamente jamais sairão ilesos os que buscarem dar respostas a altura dessas demandas. Mas ao longo da jornada todos vão lhe confessar que de alguma forma alguma coisa não saiu de acordo com aquilo que planejaram e que perceberam que uma decisão sua comprometeu o rumo da ação empreendida. Todos nós erramos. Eu já escrevi um livro expondo ali alguns dos meus vários erros. O erro por incrível que pareça, por mais doloroso que lhe tenha sido, acredite, tambem é pedagógico.

Procurar ajuda
Algumas palestras cito a questão da mentoria como fundamental para o sucesso do LJ, nesse contexto o mentor será o canal que apontará caminhos para sua retomada aos trilhos. Geralmente é no mentor que achamos referencia para rever onde nós erramos e onde devemos corrigir nas próximas ações. Isso porque o mentor fala sem paixão, toca na ferida e não tem medo de expor nossas falhas num dialogo de confronto. Como fui profundamente confrontado em momentos que desejava apenas um abraço, mas foi exatamente nessa hora que mexeram ainda mais com as falhas que cometi. O mentor não passa a mão nas nossas costas no intuito de nos acalentar, ele provoca reflexão a partir das verdades que aponta.

Se você ainda não possui uma relação de mentoria seja rápido em buscar um companheiro que lhe ouça, que acrescente em sua jornada nessa função tão importante no seu processo de construção de sua liderança.

Ouvir
Quantos erros poderia ter evitado se tivesse parado para ouvir mais e melhor minha equipe e a juventude que liderava. Uma grande lição tirei de alguns erros foi ter exercitado melhor a audição. Até porque ouvir é um enorme exercício para o LJ, apontará questões da maior importância para os próximos acertos. Ouça mais. São vários outros pontos de vista, que certamente ampliará seu raio de visão.

Penso, que no minimo, o erro, é em uma ultima analise, ponto de partida para começar tudo de novo naquele cenário afetado pelo erro.

É preciso ter a certeza que outros líderes já erraram, porem tiveram como acerto não terem desistido de avançar, tentar e reagir. Veja na foto no inicio dessa postagem que a maior característica desses ilustres fracassados foi justamente o fato de encararem suas derrotas como combustível para novas e desafiadoras tentativas. Acredite, você pode estar a uma tentativa da ação que pode mudar completamente o rumo de sua historia. Não parar é fundamental para a construção de uma história de superação e honra, siga em frente! A juventude brasileira não precisa de lideres perfeitos, precisa de lideres resilientes.

No amor de Cristo, Jader Cruz.

2 comentários:

  1. Glória à Deus, pela tua vida pastor Jader

    ResponderExcluir
  2. Querida Cilene, muito obrigado pelo carinho de suas palavras. Isso me encoraja!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...